Total de visualizações de página

domingo, 30 de setembro de 2012

Nervos em guerra

Quem foi sacar em caixas eletrônicos neste final de semana, em São Luís, penou um bocado.

Onde funcionavam, filas, protestos, xingamentos.

Havia caixas fora do ar e outros sem lastro.

Consequência da greve bancária? Não.

Guerra de nervos com teu derrotado dinheiro.






Só arrastados

Cruzei este domingo com carreatas de aspirantes à Câmara de Vereadores, duas ou três até expressivas.

Bem mais que os candidatos que foram vender às ruas de São Luís.

A cada arrastão, eles arrastados.



Clube do selo

Amigos e fãs de Hebe Camargo não poderiam escolher pior momento para tentar instituir o “Dia do Selinho”, em homenagem à apresentadora.

Com os Correios em greve, o pedido terá forte impacto na pauta de reivindicações da categoria.

Melhor aguardar o Sílvio Santos estancar a falta de selos no Sbt.

A perder de vista

Tadeu Palácio tem a pior campanha entre os candidatos à prefeitura de São Luís que desfilavam potencial de chegada.

O bom desempenho inicial murchou em velocidade atroz. O final melancólico: índice inferior a 5% das intenções de voto.

A queda vertiginosa é, no mínimo, estranha.

Nos últimos meses, não ocorreu fato negativo que o comprometesse.

Sua gestão na prefeitura não foi das piores. O trânsito urbano, em especial, registrou avanços.

O que o fez, então, cair tanto e tão rápido?

Penso que a indefinição política: situação ou oposição?

É assunto para especialista. Ou melhor oculista.

O preço do susto

Um engenheiro chamou profissional liberal para orçar parte dos móveis do novo apartamento.

O homem veio e apresentou projeto ao gosto do cliente.

Preço com a montagem: R$ 60 mil, R$ 20 mil adiantados, 30 dias para entrega e pagamento da outra metade.

O engenheiro suspendeu o negócio. Foi ao mercado e descobriu. Não gastaria mais que R$ 5 mil em materiais, caso fizesse os móveis.

A mulher insiste no ninho pronto. Ele, na matrícula em curso de marcenaria.





sábado, 29 de setembro de 2012

Há saída?

É espantoso como certas obras – em especial as inacabadas – somem sem deixar rastro.

Entregaram o aeroportinho do Tirirical em agosto com penca e renca de serviços por fazer.

Durante uma semana a imprensa fuçou por lá.

Nada percebeu além do barulho infernal de operários e máquinas, e da ausência de restaurante e lanchonetes.

O painel de saída e chegada dos voos estava em falta no mercado, quase informou a Infraero.

Se não a imprensa não retornou é porque não deu por falta de furdunço novo, concorda?



Eles querem trabalhar

Cidades com até 1 milhão de habitantes devem ter mínimo de 9, e máximo de 21 vereadores.

São Luís não atingiu o indicador populacional, contudo a Câmara abrirá o exercício 2013 com 31 membros – dez a mais do que hoje.

Lei Orgânica do Município aprovada em 2009 previu o aumento legislativo.

Naquele ano, eles queriam 33 parlamentares. A PEC 58/2009 fixou o máximo em 31.

Com tantos autores, a briga pela concessão de títulos de cidadania promete.

Delícias coroataenses

“Entre quatro paredes vale tudo”, repete o ditado erótico popular.

Em Coroatá, no entanto, parecem exagerar na dose e nos beijos.

O candidato pelo PT a prefeito, e atual vice, deixou o Maranhão boquiaberto ao ser flagrado, em escuta telefônica, a dedicar beijos à vagina da namorada.

Não satisfeito, acrescentou fartos elogios ao sexo da ouvinte.

E tanta generosidade, soube-se, veio retribuir preocupação dela quanto ao que poderia acontecer aos dois diante das ameaças do ex-marido.

Coroatá precisa ser murada o quanto antes, exigem os virtuosos.

Enquanto as muralhas não vêm, melhor preparar os ouvidos ao que a cidade sussurra próximo ou não dos telefones.





A Igreja vê a crise portuguesa

Bispo mais jovem de Portugal, José Cordeiro, 46 anos, prega algo realmente novo nas igrejas lusas: encontrar tempo para salvar aqueles em crise espiritual e econômica.

Segundo o titular da Diocese de Bragança-Miranda, nesse momento de aflição financeira nacional, as pessoas precisam, mais do que coisas materiais, de consolação e conforto, e de um local onde possam falar.

E aponta como vantagem o fato de não precisarem pagar a consulta do psicólogo ou do psiquiatra.

Cordeiro constata em Portugal o arrefecimento da esperança. A falta de sentido da vida leva a muitos a perder o gosto e a alegria de viver.







Ah, essas meninas!

E no Salão da Getulina, onde atos e fatos são depurados em creolina:

Dominou o bochicho da semana o flagra em jovens senhoras da sociedade que se faziam passar por adolescentes na seletiva São Luís do “Menina Fantástica”.

Uma das “candidatas” seria dona de dupla proeza:

Conseguiu celebrar dois “15 anos” em uma década e carrega certidão onde aparece mais nova que a filha caçula.















sexta-feira, 28 de setembro de 2012

O perigo das curvas

Gisele Soares representa o Maranhão no concurso Miss Bumbum 2012.

A auxiliar administrativa de 20 anos tem corpo capaz de alimentar por décadas o imaginário masculino.

O lugar mais estranho onde já fez amor foi em cima de uma moto, confessa, sem revelar, contudo, se o veículo disputava corrida contra o vento.

Apesar dos predicados corporais, a candidata amarga o 25º lugar do concurso – a penúltima posição.

O primeiro até agora é da mato-grossense Aline Bernardes.

O link abaixo é para quem queira ajudar Gisele a se livrar dos perigos do motociclismo.

http://www.missbumbumbrasil.com.br/votacao/



Sempre Brasília

O governo federal retirou da Matriz de Responsabilidade do Mundial 2014 o VLT que seria construído a partir do aeroporto de Brasília, divulgou o Diário Oficial da União.

O ministério dos Esportes nega o cancelamento da obra – a primeira programada para a Copa no Brasil –, mas admite não haver compromisso para sua conclusão antes do evento.

Não fosse a intransigência de Brasília, o VLT de São Luís estaria nas manchetes da imprensa internacional e desbancaria copa sem garantia de boa cozinha.

Lembra delas?

Lembra de Marina Silva?

Veio a São Luís em apoio a Eliziane Gama e a seu projeto de sanear a prefeitura.

Os ludovicenses retribuíram acenos e mimos, mas penaram um bocado para lembrar a ex-ministra e o que é Meio Ambiente.

Esse povo puxa indiferença de poço sem fundo.

Eliziane passou campanha inteira a distribuir projetos e belos sorrisos, e a posar com crianças no colo, e levou o quê?

Seis por cento de intenções de voto, lembra?





quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Em estado acidental

Falta de sinalização favorece alto índice de acidentes em rodovias maranhenses.

O surpreendente de órgãos e autoridades é que tudo sabem sobre o que é preciso ser feito, mas esquecem o que fazer a respeito.

Caso comecem a sinalizar os acidentes, é capaz de confundirem mapa rodoviário com mapa funerário.

O bicho da vez

Lembram o pé de maracujá de onde brotavam frutos em formato fálico, e que transformaram São José de Ribamar, no Maranhão, em potência mundial do turismo erótico?

Pois a atração morreu. Ficaram em desoladora tristeza a dona e caravana de fieis admiradores.

Cupins comeram maracujazeiro e maracupênis. No local nasceu pé de macaxeira.

Grupo numeroso permanece em vigília à espera de qual bicho sairá agora daquele buraco.





























Roc roc roc roc

O Brasil é mesmo um país esquisito.

Capital com melhor padrão de vida, Curitiba está prestes a ser administrada por um ratinho.

Oxalá Ratinho Júnior não se transforme em Ratão Master até o fim do mandato.



Luz no fim do túnel

Avisados que detentos torraram R$ 150 mil em túnel de fuga descoberto esta semana em Pedrinhas, entidades empresariais estão interessadíssimas em saber:

Qual atividade comercial floresce naquela penitenciária que não encontram retorno financeiro semelhante em outra parte do Maranhão.

- Meu negócio está cheio de buracos, e só encontro mais furos pela frente, queixava-se industrial falido.



Versáteis

O comércio informal da 25 de Março confirma:

Há uma semana o produto de maior procura por maranhenses é o genérico das tornozeleiras eletrônicas que impedem aliens de retornarem ao espaço dos cofres públicos.

Conhecidos pela versatilidade, os ambulantes improvisaram algo parecido a partir de artigos eróticos.

Tudo para não deixar os clientes na mão, ou melhor, no pé.

Marcado e remarcado

Sujeito sem sorte Diego Silva Cortez.

O apelido atroz – e o modo de operação inusitado – justificam a todo momento o inferno astral do pequeno meliante.

“Caga nas coisas” foi pego em flagrante quando tentava arrombar comércio no centro histórico de São Luís, após denúncia de moradores.

O malandro é velho conhecido da polícia, que não tem mínima dificuldade em identificar o autor pela obra generosa.

“Caga nas coisas” tem por marca registrada defecar nos locais onde pratica furtos.

E se, pelo menos, levasse penico na cachola?



quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Mão de obra qualificada


Túnel de 20 metros é descoberto próximo a Pedrinhas.

O intrigante não o buraco tão fundo, mas como fizeram desaparecer toneladas de terra sob os olhos sempre atentos dos agentes e policiais.

Renda-se às evidências.

As obras públicas e particulares no estado apanham feio quando comparadas ao resultado dessa tecnologia de ponta.







Era só o que faltava


Ainda bem suspenderam a interdição ao SLZ Fashion.

Já pensou São Luís ficar totalmente fora de moda, e logo quando a cidade está totalmente fora de época em novela da Globo?

Seria demais sequer poder lavar a nova roupa suja em público.

Não bastava restringir o fornecimento de água nos bairros e proibir o banho nas praias?

Tem gente que adora jogar água em negócio alheio, não é mesmo?

Só pose

Há “bolivianos” roxos ressabiados com essa história.

Após o lançamento da temporada de “empates técnicos” entre os dois principais candidatos a prefeito de São Luís, o Sampaio Correa embarcou na onda.

Há dois jogos o time não ganha, mas não perde a pose.

É muita pose a pouquíssima posse, dizem.

E quem se apossou da bela musa do "Tubarão"?

Sumir assim, e logo quando estava com toda a bola!

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Bicho fechado

Há um ponto assombroso na prisão do corretor de imóveis acusado de assassinato e de comandar esquema de grilagem de terras no Araçagi.

Elias Orlando Nunes Filho – antes se entregar à polícia – viveu semanas escondido a 80 km de São Luís.

Ou ali a comunidade nada sabe do que se passa no Maranhão ou cultua exemplar voto de silêncio.

Algo assim, nem no tráfico.

Uma obra transgênica

A Rádio Piqui, instalada na Praça Deodoro, coloca nome de batismo no trecho de 800 metros de VLT entregue pela prefeitura.

- TransKabão.

É uma singela homenagem ao animado reduto recreativo que acalora os finais de semana no Anel Viário.

Por enquanto não passam de insinuações maldosas as referências “TransFormer” e “TransTornado” para o segundo trecho da obra.

Por falar nisso. Quando o posto de combustíveis no caminho dos trilhos será transferido?

Outubro negro

2012 tem produzido maldades que até os céus duvidam.

Reunir numa só semana Eleições e o Dia da Padroeira do país é pedir e esperar milagres que nem Nossa Senhora Aparecida é capaz de atender.

E o Dia das Crianças? Sem smartphones por perto, nenhuma esperança.

Nas cidades com possibilidade de segundo turno, já há quem chame o curioso fenômeno de Outubro Negro.

domingo, 23 de setembro de 2012

As medidas de cada um

Mulheres gastam 17 anos da vida fazendo dieta.

Os homens, por sua vez, gastam 34 anos pagando por “milagre” que só elas veem, e outros 34 a esconder barriga que antes só diziam delas.

Pior do que está...

O ex-palhaço Tiririca aparece em sexto lugar em ranking do Congresso em Foco para melhores deputados federais do país.

O Maranhão entrou na lista com Domingos Dutra (PT), o 18º na votação. Logo abaixo dele, em 19º, Ronaldo Caiado, o ex-líder da UDR, a famigerada União Democrática Ruralista.

Puxam o cordel encantado os deputados Chico Alencar e Jean Wyllys, ambos do Psol Rio.

Wyllys é aquele que ganhou a quinta edição do global Big Brother.

Confira a votação dos deputados:

Chico Alencar (Psol-RJ)- 2060
Jean Wyllys (Psol-RJ)- 2037
Luiza Erundina (PSB-SP)- 1660
Ivan Valente (Psol-SP) – 1399
Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) – 1361
Tiririca (PR-SP) – 975
Benedita da Silva (PT-RJ) – 886
Vicentinho (PT-SP) – 852
Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM-BA) – 764
Miro Teixeira (PDT-RJ) – 751
Alessandro Molon (PT-RJ) – 736
Reguffe (PDT-DF) – 709
Jandira Feghali (PCdoB-RJ) – 706
Dr. Rosinha (PT-PR) – 702
Paulo Teixeira (PT-SP) – 635
Henrique Fontana (PT-RS) – 485
Luiz Couto (PT-PB) – 472
Domingos Dutra (PT-MA) – 463
Ronaldo Caiado (DEM-GO) – 422
Mara Gabrilli (PSDB-SP) – 363
Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP) – 352
Carlos Sampaio (PSDB-SP) – 349
Alfredo Sirkis (PV-RJ) – 347
Bruno Araújo (PSDB-PE) – 262
Rebecca Garcia (PP-AM) – 193

 

Circo de horrores

Jhonatan de Sousa Silva, o assassino confesso do jornalista Décio Sá, deve amargar saudade danada da mordomia a que o acostumaram em São Luís.

Depois de preso, não houve dia em que não desse entrevista, com direito à primeira página nos jornais e destaque em blogs e noticiários de tevê. Não importa o que perguntassem, respondia na bucha.

Sorridente e solícito, ensinou a polícia local a escalar os morros da Litorânea, a esconder armas em arbustos e dedurou meia dúzia de agenciadores de crimes.

A maioria está presa, mas nenhum revelou o perfil midiático do pistoleiro paraense.

Jhonatan, 24 anos, provavelmente coleciona mais mortes que qualquer profissional do ramo no país.

Contaram cinquenta, mas quem labuta no ofício tem tempo não de fazer conta.

Lembro de trecho de entrevista particularmente inusitado.

O contratante contou a ele ser Décio Sá blogueiro, contudo não mencionou o fato de ser jornalista. Soubesse, teria pedido mais pelo serviço, e pagamento adiantado.

Jhonatan foi transferido em agosto para presídio federal em Campo Grande (MS).

O que mais dói nesse circo de horrores?

Saber que milhões de brasileiros serão responsáveis por Jhonatan até o fim da vida, e financiarão os próximos jhonatans por ininterrupto cessar de vidas.

O santo de partida

São José de Ribamar, a 35 km de São Luís, há décadas abastece São Luís com peixes e camarões.

Ambos andam em falta lá e cá, e nem é culpa das marés.

Bolsas família e escola em fartura, quem pescava quer agora mar de rosas.

O de defronte fique para os navios esfomeados por minério.

O dinheiro fácil atrai bebida e drogas.

Qualquer dia o santo cansa e leva embora baía e milagres.

Falta muito não, repete quem ouve o mar.

sábado, 22 de setembro de 2012

Um brasileiro porreta (dois)

Ainda em vida José de Alencar foi alvo de comentários terríveis, com o intuito de desonrá-lo.

Um, em especial, chegou à língua popular.

Seu filho Mário de Alencar, diziam, era filho de Machado de Assis. A obra machadiana Dom Casmurro seria um retrato do episódio.

Pouco antes de morrer, o cearense vai à Europa tentar tratamento para a turberculose. Retorna sem sucesso, e morre no Rio de Janeiro aos 48 anos.

Machado de Assis esteve no velório de Alencar.

O fundador da Academia Brasileira de Letras ficou impresssionado com a pobreza da família.

Um brasileiro porreta (um)


"A eleição é presentemente um motivo de corrupção para o povo e ensejo de revoltantes escândalos."

É de José de Alencar (1829 – 1877), o escritor nascido no Ceará e autor de “O Guarani” e “Iracema”, a virgem dos lábios de mel.

Alencar foi deputado estadual no Ceará (1860) e, seis anos mais tarde, nomeado ministro da Justiça. Permaneceu no ministério por dois anos.

Candidato ao Senado do Império em 1869, teve o nome preterido por D. Pedro II, que o achava muito jovem para o cargo.

Quão tolo era o imperador!

Missão explosiva

O mal-estar súbito do secretário de Esporte e Lazer, Joaquim Haickel, tem algo com que viu ou leu no Castelão depredado durante o jogo Sampaio e Vilhena.

Sabe lá o que é ser intelectual e membro da Academia Maranhense de Letras e deparar com ações e palavrões que sequer o Aurélio ou o Houaiss ousam registrar?

E depois disso, ainda há quem queira levar a vida na esportiva.



Que venha a greve!

O Sindicato dos Rodoviários ameaça parar o transporte de passageiros caso não seja revista decisão que bloqueou contas bancárias da entidade, pelo descumprimento de determinação do TRT.

Quem precisa de coletivos deve rir do ultimato.

Depois que a prefeitura inaugurou os primeiros 800 metros do VLT, esta semana, São Luís está pronta para atropelar quaisquer atropelos.

O recomeço

Agora que descobriu “os dados ainda estão rolando”, Tadeu Palácio tem boas chances de trocar de mão ou pular fora da contramão das pesquisas.

Enquanto matura a decisão, trocou a produtora dos programas televisivos.

Não deixa de ser um recomeço, concorda?

Qual é o jogo?

“Os dados ainda estão rolando”, interpreta Tadeu Palácio.

O candidato a prefeito de São Luís não estaria a confundir período eleitoral com contravenção penal?

Digamos que Palácio esteja certo.

Qual jogador, afinal, banca jogo e fichas?

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Sem um gemido

Um americano estaria disposto a pagar 100 mil dólares – pouco mais de 200 mil reais – para ser o primeiro homem de Catarina, a brasileira estudante de Educação Física que colocou a virgindade à venda em leilão pela internet.

Justificaria a oferenda sexual um documentário do diretor Justin Sisely.

“Quero mostrar a transformação na vida deles. Estou interessado no que acontece antes e depois dessa experiência", jura.

Caso a moça receba o prêmio de fato, as cirurgias de reconstituição do hímen têm tudo para destronar os implantes de silicone nos seios na preferência feminina nacional.

Difícil saber, por enquanto, onde vai dar o experimento.

Da ex-quase virgem não se ouviu um gemido.







Velozes e curiosos

Há em São Luís quem, a exemplo de São Paulo, queira repetir em versão local corrida do VLT da prefeitura contra carroça de fretes do Mercado do Peixe.

Na disputa modernidade contra a antiguidade, condutor e cavalgadura levariam vantagem pelo amplo conhecimento do terreno em falso, dizem os apostadores.

Na capital paulista, a porfia envolveu carro e carruagem. Ao final, empate.

Caso resgatem a carruagem de Ana Jansen, o Maranhão vai assombrar o mundo da velocidade.  

















Conspiração Alien

É voz corrente no espaço sideral.

A Operação Alien deflagrada em Paço do Lumiar só chegou aos extraterrenos do Maranhão graças ao rastreamento das sandálias lilás da prefeita.

A partir daí ficou fácil apanhar o restante dos alienados.

O uso da tornozeleira eletrônica foi para evitar que os federais perdessem as verdinhas de vista.

O Maranhão, comenta-se, seria palco da maior invasão extraterrestre que o mundo tem notícia desde o caso Roswell, no Novo México (EUA), em 1947.

O grande desafio dos investigadores, agora, é localizar a nave-mãe.

Pobre língua pobre

Leio em jornal local palavra inteiramente nova na língua, e nem por isso neologismo: ministração.

E a colunista de moda e modismos desfila, afoita, o seu “ministração de curso”.

Onde esse pessoal arranja esses barbarismos, só se arranca ministrando extrema-unção.

Melhor não!

A via dos sem-pressa

Jornalistas e populares que conheceram nessa quinta-feira o desempenho do tal VLT em trecho de 800 metros saíram do veículo com impressão única: 

Ainda falta muito para colocar São Luís nos trilhos da modernidade.

Autora da proeza métrica, a prefeitura vendeu caro o invento.

“Foi a primeira vez, em décadas, que a cidade conseguiu percorrer essa distância em linha reta e sem um congestionamento à frente”, reagiu um assessor ao defender o acessório.













quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Pelas vias de fato

Nesses debates eleitorais, quanto mais os candidatos batem uns nos outros, maior a certeza de que, no final, quem apanhou feio foi você.



Novo piercing


Investigada pelo desvio de R$ 15 milhões em Paço do Lumiar, a prefeita começa a ser monitorada pela Polícia Federal. Para que saibam onde vai ou não vai, vai usar tornozeleira eletrônica.

A medida, inédita no Maranhão, deve levar gestores públicos a fugir da tentação de passar a perna nos cofres municipais, pelo menos nos próximos dias.

Pensando bem, a prefeita saiu no lucro.

Basta vestido longo, ou calça comprida, e a pulseira de aço desaparece por encanto.

Aos bisbilhoteiros, basta apresentar o novo modelo de piercing lançado nas fashion weeks.

É a última moda em Paris!







quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Não vem que não tem

Amarante do Maranhão não tem candidato a prefeito.

Caso não surja nenhum aventureiro nos próximos 30 dias, será uma das cidades mais prósperas do Estado nos próximos quatro anos.

E os vereadores?

Bem, nenhuma felicidade pode ser completa.

De volta às aulas

Estudos vão melhorar trânsito da Via Expressa no Cohafuma.

Em se tratando de via onde não havia, até que o esforço pode resultar em algo viável a essa vida de muitas alternativas e nenhuma saída.

Mas afinal, o que irão estudar? As urgências ou as emergências?

Sorte nossa poder recorrer à Rua dos Professores, não é mesmo?
A voz gutural do Fauzi Beydoun é um instrumento único, mas parece surpreendentemente arrancada das trevas quando interpreta a música de campanha do candidato a prefeito Washington Luiz.

Aquele “É o 13, É o 13, É o 13” não significa que a coisa Jah era, significa?

Não seria o caso de "a poeira se levanta" ?

Luz, câmera, ação!

Para quem aguentou até aqui doze edições do tal Big Brother, esse sistema de videomonitoramento do governo estadual chega como novidade fora de moda, concorda?

Aliás, que tal chamar o Bial para ensinar ângulos, takes e novas falas aos nossos cineastas e atores?

E o que renderá mais pontos? As eliminatórias ou eliminar os inimigos públicos?

São Luís capturada por cem câmeras.

Não é pouca tecnologia em meio a tanta utopia?

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Havia motivo?

Viram as cenas de selvageria no Castelão?

Cadeiras arrancadas e queimadas, banheiros depredados, fezes pelas paredes.

Se o vandalismo corre solto em noite de reabertura do estádio e goleada do Sampaio, o que aconteceria caso a seleção perdesse aqui jogo válido pela Copa do Mundo?

Salvo melhor juízo, os bárbaros daqui estão prontos para reciclar com louvor as ações do Hezbollah.

Na próxima vez, que esperem os explosivos.





Os caminhos, os descaminhos

Enquanto Castelo volta a sorrir, Palácio se revolta ao cair, Washington pede escolta pra não sumir, Eliziane quer por mil preces subir, Holanda Júnior ora a Dino a Embratur não reassumir.

Como prosseguir?

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Eleição à perfeição

Cada eleição tem um lado positivo e outro trágico.

Em São Luís, o sinistro insiste ser maior.

A surpresa com os números das pesquisas é nadinha diante das denúncias de fraude nos resultados.

O chato disso é que a gente fica sem saber, por exemplo, quem, de fato, é o lanterna das intenções de votos para prefeito.

Como não dados confiáveis, só a luta poderá dizer o que mudará na vida de Haroldo Sabóia, Marcos Silva e Edinaldo Neves.

E vejam que coisa estranha!

Fraude ou não, nem assim o candidato do governo Washington Luiz consegue vaga no desafiado.


Aos povos, ovos novos

Nada contra a candidata Eliziane Gama, mas soa velha e indigesta a rima “novo / povo” da música de campanha.

Faltou ovo, não?

Quem joga?

A rota de cada um

Os portugueses se escandalizam com o tamanho da frota do governo: 208 carros.

No Brasil, tal número de veículos mal dá para atender um município.

O ministério da Agricultura de lá tem apenas dois autos.

Aqui, tal façanha não garante nem plantar bananeira em lixão público.